9 de jul de 2012

Tecnologia X Escola

|
    A postagem de hoje é sobre um tema super atual e interessante: a influência das tecnologias e da mídia com a educação. Você vai entender melhor do que se trata com a introdução a seguir:

   Hoje em dia, todos nós usufruímos da tecnologia de algum modo. Esta vem se desenvolvendo muito rapidamente nos últimos tempos, e tem se tornado cada vez mais acessível, cada vez mais aplicada em nossas vidas. A parcela da população que mais utiliza e entende da mesma é claro, são os jovens. Estes já nasceram durante a era digital e a vêem como algo banal, cotidiano e certo. Mas como esta mesma tecnologia, e até mesmo a mídia podem fazer diferença na educação? Qual será o tamanho desta influência? Vamos mostrar os prós e os contras desta relação, onde podemos encontrá-la, como os professores lidam com ela, e o que mudou a partir do momento em que ela surgiu, qual foi o impacto de sua chegada e as consequências de seu desenvolvimento, Então vamos lá!
      Como um começo de conversa, vamos estabelecer melhor esta relação entre educação e tecnologia/mídia. muitos estudiosos acreditam que esta combinação, se for bem planejada por professores e bem aceita pelos alunos, pode gerar bons frutos. tanto a tecnologia quanto a mídia, que é decorrente da primeira, nos possibilitam o acesso instantâneo a uma enchurrada de informações  de infinitos tipos, e cabe ao estudante que recebe toda essa informação discernir qual parcela deste total é conhecimento, material para estudos, que pode gerar sabedoria e cultura. Logo, se queremos aplicar estas fontes facilitadoras de informação na educação de nossos jovens, devemos antes disso mostrar e ensinar a eles como ter espírito crítico para buscar informação e a partir disso, obter conhecimento -pois ter capacidade própria de julgar o que é necessário em um mar, ou melhor, em um oceano de reportagens, vídeos, sites, blogs, redes e resumos vai torná-los indivíduos autônomos e mais aptos para serem educados em meio a essa era tecnológica.

      A seguir você pode ver um infográfico em inglês sobre a geração millenuim e sua relação com a mídia e as tecnologias, que mostra alguns dados interessantes sobre este aspecto.



     Que tal falarmos um pouco sobre professores? Como você acha que eles aceitam, lidam, julgam este fato? Ao mesmo tempo que estes devem auxiliar os alunos a utilizar a tecnologia a seu favor e a favor de seus estudos, estes devem deixar com que os estudantes lhes ensinem a se apropriar dos conhecimentos por trás do uso da tecnologia, de seu manuseio e manutenção. Ou seja, deve haver uma troca de experiências entre aluno e professor, ambos devem ter humildade para aprender com o outro, pois cada um possui um importante conhecimento a ser repassado.
    Os professores devem aproveitar estas novas maravilhosas ferramentas de ensino para tornar suas aulas mais curiosas e interessantes, interativas para os alunos, afinal, elas podem lhes ser úteis no trabalho - sem falar que, desta maneira, os jovens vão entender mais facilmente os conteúdos e matérias de estudo quando  veículos tao próximos de suas vidas como a tecnologia e a mídia forem utilizados em sala de aula, entenderão melhor através de sua "linguagem".


        Você sabe dar exemplos de formas em que a tecnologia aparece no ensino de escolas ou universidades?Um ótimo exemplo quando se tratando deste quesito é o ensino à distância, um programa que já existe em vários países, até o Brasil. Este programa do governo consiste em fazer aulas à distância -ou seja, por meio de gravações ou até mesmo de aulas ao vivo, em que professores de Universidades federais ensinam jovens que moram em cidades afastadas no interior e não tem muita oportunidade de ensino ou formação, por isso os cursos servem como um estímulo para estes torarem dúvidas, melhorarem trabalhos, e ter o apoio de alguém mais experiente. Em programas como este são usados muitos tipos de inovações tecnológicas, para fazer com que pessoas nos extremos de um grande país consigam conversar, se vendo, ao vivo e em cores, com várias câmeras ligadas e alguns sinais de satélites. Possivelmente, no século passado, algo como isso pudesse ser visto como um plano para um futuro distante, ou até mesmo coisa de ficção, que ninguém sabe quando realmente vai chegar a acontecer. E nós estamos vivendo isso hoje: a tecnologia sendo aplicada cada vez em mais áreas, inclusive na educação.


Nós fizemos alguns esquemas para que vocês possam entender melhor o assunto.  No primeiro estamos tentando mostrar o ponto de vista dos professores a respeito dos alunos terem todo esse conhecimento e estarem atualizados com a tecnologia e a mídia.




Já neste aqui, estamos num ponto de vista geral, como que os estudantes e professores estão categorizados a respeito disso, e onde que a tecnologia atua na educação, onde ela está presente.



Entrevistamos Nadia Conceição, para sabermos melhor se a tecnologia e a mídia atrapalha os alunos em seu  processo de aprendizagem.




                Neste assunto existem pontos positivos e negativos. Podemos ver isso com a ajuda desta tabela:

PRÓS
CONTRAS
É uma maneira de dar a matéria de uma maneira familiar para os alunos.
Pode tirar a atenção do aluno. Se ele usar os seus aparelhos tecnológicos na sala de aula, ele será distraído e perderá explicações importantes.
É mais fácil entender um conteúdo quando são usadas animações, desenhos e vídeos para ajudar na explicação.
A maioria dos professores não está tão acostumada  com a tecnologia quanto os alunos, então o uso desta pode atrasar a aula.





Falamos sobre a tecnologia na sala de aula, mas ela também existe como uma sala de aula. Existem  vários sites e vídeos na internet que oferecem ensino de alta qualidade, como já falamos em outra postagem do Khan Academy.  Vimos em uma reportagem da revista Veja que um grupo de alunos brasileiros, inspirados por Khan, está disponibilizando suas aulas na internet. Eles foram considerados “Discípulos de Khan”.
                Além destes, há vários outros sites neste estilo. Existe um departamento na UFSC que lida com o ensino pela internet, chamado LANTEC. Fizemos uma entrevista com Isabella Bensica Barbosa, que trabalha lá:



O que é o LANTEC? O que você faz nele?

                O LANTEC é o Laboratório de Novas Tecnologias do centro de educação da UFSC.
                Eu trabalho em comunicação, no campo da educação e da comunicação. Hoje em dia a educação não prescinde da tecnologia. A comunicação é fundamental para a educação, então aqui eu trabalho no laboratório de novas tecnologias, na modalidade de educação á distância e na preparação de materiais e conteúdos. Não adianta só ter as máquinas: é preciso preparar os conteúdos, tornar os conteúdos pedagógicos e interessantes, por meio das animações, das hipermídias, etc. Então nós fazemos aqui os conteúdos que vão chegar para os alunos distantes e para a formação dos professores.

                A educação à distância é utilizada por muitas pessoas?

Atualmente a educação á distancia é uma politica pública, ou seja, é muito importante para o governo atual, pois no Brasil há uma grande falta de professores aplicados. Por exemplo, se existem professores da área da biologia, da física, matemática, que podem dar aulas do ensino fundamental e básico, mas estes professores não são licenciados, ou seja, não passaram na universidade no período em que eles aprenderam a ensinar, então há esta educação á distância no meio das politicas publicas voltada para a formação dos professores, que trazem este ganho para a educação: a formação dos professores.

Qual é o impacto da tecnologia na educação?

Hoje em dia, as crianças, os pré-adolescentes, usam muito o computador em suas vidas pessoais, em casa, etc. Então, a partir de um determinado momento na nossa sociedade, a tecnologia (principalmente o computador), passou a ser algo muito importante para a aprendizagem. Nós aprendemos muito por meio do computador.
Então, em um determinado momento, as escolas tiveram que incorporar essa tecnologia, pois os alunos estavam aprendendo muito fora da escola, aprendendo “brincando”, e a escola virou, para os alunos, algo maçante, algo tradicional. A escola, em um determinado momento, começou a perceber que é importante o uso da tecnologia, dos computadores, já que os alunos estão aprendendo cada vez mais fora e acontece muitas vezes de o aluno saiba mais sobre a tecnologia do que os próprios professores.
O fato de haverem computadores nas escolas não significa que a educação esteja melhorando, pois o importante ainda são os conteúdos. A tecnologia é apenas um meio de ensinar. Então, na realidade, é muito importante que existam computadores nas escolas, mas isso não quer dizer que a educação vai melhorar.
É importante que os professores estejam preparados, algo em que o centro de educação e o LANTEC ajudam na formação dos professores.
Então hoje as escolas já perceberam que devem fazer o uso da mediação tecnológica, mas só isso não basta. Devem melhorar os conteúdos que são transmitidos. Só o uso da tecnologia não vai trazer qualidade elas.





Nas escolas a mídia também é muito usada. Os professores frequentemente recorrem aos jornais e revistas para ajudar nas aulas, pois muitas vezes encontramos matérias que têm a ver com o assunto sendo estudado. Então a mídia acaba sendo uma boa fonte de matéria para os professores.
                Também podemos usar a mídia através da tecnologia. Encontramos na internet páginas de revista, jornais inteiros, sites onde encontramos todas as matérias dos jornais e vídeos com as reportagens que passam na televisão e que também estão disponíveis na internet.


0 comentários:

Postar um comentário